quinta-feira, julho 19, 2007

Dúvidas...

Quem nunca teve sua fé bombardeada? Sim, e quem nunca saiu ferido no bombardeio? Perguntas sem respostas e que insistem em continuarem sem respostas, segredos, enigmas que nem os mais sábios nos dão respostas claras, apenas lampejos em densas trevas.

Ferida, a fé sobrevive, pois “o justo viverá da fé”, Rm 1.17. Se nos tirarem a fé nos tiram o sopro divino que nos alenta. A dúvida não é oposta a fé, muito pelo contrário, é uma coluna se a compararmos a um edifício, ou as pernas que a faz caminhar. Só há fé, onde há dúvida, só há dúvida onde não há respostas, só não há respostas onde há Deus. Para Deus não há respostas, só existe a fé.

Creio em Deus, no Deus que a Bíblia revela. Não! Minha concepção de Deus está equivocada, pois creio no Deus que meus olhos vêem na Bíblia, mas meus olhos são doentes, o que vejo é o que as lentes da igreja, da religião, da história, do tempo... permitem enxergar. Uma vida que é um figurino, vestindo o traje de acordo com a peça. Uma vida que precisa ser despida da igreja, da religião, do mundo, para tentar decifrar as grandes questões, dos quais já se sabe a resposta... Não tem resposta, é uma busca sem fim, um poço sem fundo, um rio de inquietações, um mar de dúvidas. Mas se houver um fim no poço, quietude no rio, respostas no mar de dúvidas? Talvez, quem sabe ao certo? Apenas sei que em meio ao bombardeio, a fé sempre viva, continua sua trajetória, pois a dúvida é a razão de sua existência.

Até onde eu vou? Não sei.

2 comentários:

Paulo Silvano disse...

Vagner,
Parabens pelo blog. Interessante essa abordagem sobre a possibilidade do pentecostalismo reformado. Dá uma discussão e tanto. Percebe-se que, com a adesão de boa parte do pentecoslalismo histórico ao neopentecostalismo pagão, a parcela conservadora que resta dos pentecostais vai se curvando lentamente ao calvinismo. Uma verficação mais atenta a linha editorial da CPAD atesta o que estou afirmando. Vc sabe me dizer o que aconteceu ao portal Arminianismo.com, do Paulo Cesar?

Um abraço
Paulo Silvano

Ghernandes disse...

Para aonde ir não sei, aonde ficar, firme na rocha(Jesus).
Deus abençoe
www.thepescador.blogspot.com